Portuguese

Jenelle Evans, mãe adolescente, revela que tem fibromialgia: ‘Eu deito na cama e choro’

Jenelle Evans Eason  tem um diagnóstico de saúde após anos de dor e testes.

A ex-  Teen Mom 2  revelou que foi diagnosticada com fibromialgia em uma entrevista exclusiva ao E! Notícias.

“Desde que me lembro, eu tinha dores de cabeça extremamente intensas e dores no corpo inteiro – como se estivesse gripada, mas não estava doente”, lembrou Jenelle, revelando também que tinha problemas de sinusite e dores no pescoço e nas costas, entre outros questões.

“Meu corpo inteiro fica com muita dor e às vezes eu deito na cama e choro. [Por] muito tempo, ninguém acreditou nos meus sintomas até que recebi uma segunda opinião de um novo neurologista recentemente.”

A mãe de três filhos, 30, tem compartilhado sua jornada de saúde no YouTube. Em março de 2021, ela afirmou que durante meses seu pescoço “estava indefinidamente” e que ela sofria de dores de cabeça.

“Viver a vida todos os dias é um desafio”, disse ela à agência, “porque tenho apenas um pouco de energia para poder fazer meu trabalho e depois [ter] que ir para a cama cedo devido a dores de cabeça ou dores no corpo”.

Jenelle continuou, compartilhando:  “Agora sei por que meu corpo está agindo dessa maneira e isso explica muito. Eu nunca soube o que era fibromialgia até que meu médico me diagnosticou.”

Para controlar seus sintomas, a moradora da Carolina do Norte planeja mudar sua dieta. 

“Agora estou pesquisando alimentos para evitar e alimentos que são benéficos para minha condição”, disse ela.

Jenelle revelou como seu marido  David Eason  tem sido “super solidário”, levando-a às consultas médicas e ajudando na cozinha e na limpeza. Ela também revelou como discute seus problemas de saúde com seus filhos  Jace , 12,  Kaiser , 7, e a filha  Ensley , 5.

“Quero que meus filhos saibam que alguns dias são bons e outros são ruins com a fibromialgia”, disse Jenelle. “Por favor, tenha paciência comigo nos meus dias ruins e prometo compensar você nos meus dias bons”, disse ela. “Tenho conversas particulares com meus filhos sobre minha saúde e digo a eles que não precisam se preocupar, alguns dias não serão bons, mas vou superar isso.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *